domingo, 17 de março de 2013

Acho que sou a pessoa mais estranha que conheço, eu vivo mudando de humor a cada 30 minutos, faço as coisas mesmo sabendo que esta errado, demoro a me apegar e enjoo fácil demais. Mas sou completamente intensa, não sou do tipo que me envolvo e não se apega, eu AMO MESMO,  amo por uma noite talvez duas, e na manhã seguinte só quero tomar uma cerveja e ficar sozinha, quero pensar em tudo e ao mesmo tempo em nada, quero compreensão e sucego, paz e liberdade. Tenho o costume de agir por impulso, de deixar as pessoas irem sempre pensando " ta na boa, ela gosta de mim, se eu assoviar ela volta" mas no fundo eu sei, sei que a cada decisão que eu tomo eu penso  101 motivos pra largar essa decisão de lado e começar tudo outra vez, sou uma fraca mesmo, sempre soube disso quando as coisas ficam complicadas demais recorro a um bom livro, a uma boa história só para o tempo passar e ser mais um dia sem encarar a realidade. Me chame de criança e o que mais sentir necessidade, eu nunca vou encarar um problema de frente sempre vou fugir na hora H. 
Eu sou confusa, carente, amante, medrosa e sem juízo, mas não, não vejo necessidade de mudar no momento, tudo vai ficar assim e se não esta bom pra você caia fora, ainda há uma fila enorme de pessoas que insistem em se decepcionarem comigo.