sexta-feira, 5 de agosto de 2011

hoje, só hoje eu não estou bem.



Ás vezes imagino como seria se tudo que eu já disse e já pedi se realizasse, quer dizer quantas vezes eu disse que odeio alguém e que se ela morresse não ia sentir falta, eu acho que nunca parei pra pensar como seria brigar com alguém, dizer que ela não vai fazer falta nenhuma quando morrer, que eu já abri a porta é só ela passar, eu tento imaginar como seria se 15 minutos depois alguém me ligasse dizendo que essa pessoa faleceu, nesses 15 minutos eu já teria esfriado a cabeça, já teria percebido que disse besteira e eu estava discando o numero dela quando me ligaram e me contaram, aposto que não teria forças sequer pra responder a pessoa que esta na linha, certamente cairia no chão e iria chorar tudo que estava guardado pra mim chorar ao longo da minha vida toda, meu Deus, essa pessoa teria partido antes mesmo deu ligar a ela e dizer que eu tava de cabeça quente, que nada do que disse é verdade que eu a amo, e ela não iria partir nem tão cedo, como será que me sentiria ao entrar no quarto dessa mesma pessoa e ver fotos nossas no mural e sentar na frente do computador e ver que a tela de descanso é nossa foto juntas e quando coloco levemente minha mão sobre o mouse aparece nossa ultima conversa ali, e eu jogando tudo aquilo na cara dela, não sei oque seria de mim, não sei oque iria fazer nem pensar, se entrar ali naquele quarto aonde ela dormia todas as noites, no meio das nossas fotos já foi difícil imagine olhar ela ali com o rosto coberto com um véu e suas narinas cheias de algodão, que enorme dor no peito eu iria sentir, que buraco enorme se abriria dentro do meu peito ao ver aquela imagem deprimente, não sei oque seria de mim eu mal seria eu mesma, to sentindo uma dor no peito, e nem sei se vou conseguir terminar de escrever, eu queria que você que está lendo seja lá quem for você, me perdoe se algum dia te machuquei, te disse palavras arrogantes e grossas, eu queria conseguir me expressar de uma outra forma, mais eu não to bem , não agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário