segunda-feira, 11 de julho de 2011



Me sinto a beira de um precipício que com um sopro posso cair lá em baixo e tudo pode desmoronar, por dois segundos fecho meus olhos e me lembro de tudo como se fosse um imenso flash back da minha vida, e parece que estou dentro dele, sinto até o cheiro da essência do narguille, ouço gargalhadas gostosas, ouço brigas, e vejo beijos lindos, vejo mãos dadas e abraços apertados, e então eu abro os olhos e tudo que consigo ver é um enorme vácuo, no qual logo logo me verei dentro. De repente ouço uma voz serena a me chamar olho pra trás, e isso me faz dar alguns passos pra trás fazendo com que eu não fique tão frágil assim, e um sopro muito forte veio na direção contraria , me fazendo mais uma vez vitima daquele imenso precipício, me sinto cansada de ir para frente e para trás,  e resolvo pular de uma vez, uma hora eu ia cair não é mais facil ser por livre e espontânea vontade minha ? pois então, tudo que vi quando fechei meus olhos, foi lindo, e por isso eu pulo, pois seria tormento de mais ouvir, ver, cheirar, e não poder tocar,  não poder entrar lá , pegar vocês agarrar e não soltar, tenho a plena consciência de que não dá pra voltar mais, e eu não me arrependo, fiz isso porque tinha de fazer, agora estou bem comigo mesma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário